QUINTA MUSICAL #5 - Luis Kiari

Semana passada eu estava passeando pelo youtube quando tive a brilhante ideia de fazer playlists da semana quando não temos quinta musical, já que agora ela só acontece de quinze em quinze dias. Foi lindo e você pode conferir aqui. Acontece que isso inspirou outras pessoas e assim também surgiu o projeto Chá das Cinco, da Fernanda Probst. Assim como eu, ela indicou os 5 sons mais bacanas que ouviu durante a semana e, adivinhem, quem estava lá? Luis-Querido-Maravilhoso-Kiari cantando "Bailarina", uma das minhas músicas prediletas. 

Conheci seu som por volta de 2011, acho. Estava passeando por canais buscando músicas novas, quando esbarrei nesse video aqui. O projeto se chamava "Os Varandistas", criado por Caio Sóh quando ele decidiu que abriria a sua varanda, no Recreio dos Bandeirantes/RJ, para encontros de música, poesia e afins, convidando artistas do Brasil inteiro. Você vai encontrar Gadú, Luiza-Linda-Diva-Possi, Toni Ferreira, Gustavo Peixoto, entre muitos outros na tal varanda. Sim, parece que você está lá com todos eles e morrendo de amor. Por causa desse vídeo conheci a música "Calejar a Dois", primeira composição do Kiari que eu ouvi. A letra é impagável.

"Meu amor, estamos sozinhos, só nos resta o depois / Meu amor, estamos sozinhos, desperdiçando arrepios. / Ainda não aprendemos a amar. / Ainda não aprendemos nos dar. / Ainda não aprendemos a calejar à dois." Calejar a Dois - Luis Kiari


Fui correndo saber mais sobre ele, mas achei pouquíssimas coisas. Baixei o que pude e repeti, inúmeras vezes essa música e todas as outras que encontrei do projeto, dele, da Gadú (que, até então, não era tão conhecida assim).  Não há como compará-lo, Kiari é único. Pega um violão, abre a boca e a mágica acontece. O tempo passou e deixei de lado minha playlist dos varandistas e todos participavam pra buscar novidades. Anos depois conheci a Tais Alvarenga, outro tesouro da música popular brasileira, e procurando vídeos dela eu acabei esbarrando no Luis pela terceira vez. Eles fizeram um dueto, para o canal GASO LINA, que me rendeu boas lágrimas. Dá uma olhada:



Mas e aí? Fiquei me perguntando. Quem é Luis Kiari? Como faço pra saber mais dele? Já tem CD desse cara? Onde posso baixar? E nada de achar informações, então larguei mão. Quando vi o video no post da Fernanda, fui correndo pro canal dele e, deliciosa surpresa, lá estava ele falando sobre o lançamento de seu primeiro disco.

"O CD, que vai muito além de um álbum, é a consolidação de um projeto de vida que contou com a participação não só de artistas de renome como Ivan Lins, mas principalmente com os maiores entusiastas e amigos do músico, que se transformaram em coprodutores do trabalho por meio do financiamento coletivo do disco."
Fonte: site oficial do cantor


Cara, é tanta coisa bacana sobre esse álbum, sobre os músicos envolvidos, sobre a mistura de ritmos e a suavidade com a qual a voz dele invade meus pensamentos, que nem sei como colocar tudo em palavras sem escrever umas três páginas. Recomendo muito. Pra caramba! É gratuito e você pode ouvir online no site dele (links no final do post). Principalmente, escutem a entrevista que deu explicando o motivo do nome do álbum e como o número três está sempre presente na sua vida. Fiquei encantada. (sim, sou muito ligada em coincidências)

De tudo que (finalmente) li sobre ele, como quem lê um livro que há muito queria, fiquei emocionada com sua história. Paraibano de Campina Grande, ele cresceu dividindo o tempo entre ajudar nos trabalhos rurais e aprender com seus irmãos cegos que estudavam música na capital. Sim, eles eram cegos e estudavam música em outra cidade. Mais uma vez, me emociono ao escrever essas palavras, a música move mundos. A arte encanta e torna flor quem poderia ser só espinho. E seus irmãos floresceram e fizeram dele também uma flor.

Luis Kiari floresce, despetala e renasce. Numa de suas fases, o vento lhe carregou até os meus ouvidos e eu me apaixonei. Espero que também gostem. Deixo aqui, minha música predileta do CD, com participação de Ivan Lins, que embalou a minha infância.

Site  |  Facebook  |  Instagram  |  Twitter  |  Youtube


0 comentários :

Postar um comentário

E aí, o que achou? :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...