DEPOIS DE VOCÊ EU ODIEI O MAR


Eu te odeio. Assim, sem rodeios nem meias palavras. Na lata. 

Não me leve a mal, não posso evitar. Mas antes que comece a inflar seu ego gigantinho, não guardo esse ódio só pra você. Aprenda a dividir. 

Odeio todos com mesmo corte de cabelo que você insiste em não mudar há anos. Aquele que eu detestei quando te conheci, mas que sinto falta desde o último encontro. Aquele que por infinitas tardes foram repouso para minhas mãos viciadas em cafuné. Odeio o teu cabelo.

Odeio todos que usam o seu perfume. Quem eles pensam que são? Mal sabem que são vítimas em potencial da minha infinita perseguição. Alguém avisa? Não podem sair por aí exalando teu cheiro e me confundindo os sentidos. Odeio teu perfume. 

Odeio qualquer um que se vista como você se vestia. Aquela mania chata de camisa perfeitamente passada, cada milímetro do teu corpo muito bem arrumado - e combinando. Pra quê tanta frescura? Não sei e continuo me fazendo a mesma pergunta, todos os dias, quando esbarro em mais um engomadinho, em alguma das estações que serviram de cenários pros nossos beijos demorados. Odeio o teu guarda-roupas.

Sabe aquela tigela gigantesca de açaí cheio de granola e leite condensado? Não, eu não a odeio. Quem é que pode odiar açaí, me diz? Mas me odeio por devorá-la sem culpa. Sem receio. Sem medo de te lembrar, justamente por saber que é te lembrando que ela fica cada vez mais gostosa. Odeio o fato de me sentir aquecida pelas memórias enquanto minha boca é tomada por gelo. Odeio teu calor. 

Por falar em calor, semana passada saí com uns amigos e, bebida-vem-papo-vai, acabamos pegando a estrada e, para a minha alegria (sim, fui irônica), adivinha onde fomos parar? É... A praia ainda é a mesma, o banco ainda está lá e o som das nossas risadas embriagadas ainda ecoa, misturando-se com o quebrar das ondas. Depois de você, odiei o mar. Entende? Não dá pra seguir quando ainda tem tanto de você ao redor, em mim. 

Eu te odeio. Assim, sem rodeios nem meias palavras. Na lata. Mas odeio mais ainda a saudade que ficou no teu lugar. 




Foto: Pinterest

0 comentários :

Postar um comentário

E aí, o que achou? :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...