PLAYLIST: AS MAIS OUVIDAS DA SEMANA #4

playlist-as-mais-ouvidas


Não faltei com vocês. YEY! Tô aqui de novo, com mais uma playlist da semana. Confesso que ouvi pouca coisa nova essa semana, mas tem uns vícios antigos que resolveram voltar, então acho que vão gostar. 

E se você perdeu a da semana passada, é só clicar aqui e dar uma olhadinha nas músicas indicadas.

 NINA OLIVEIRA E GABI DA PELE PRETA - DISK DENÚNCIA
Sou bem suspeita pra falar da Nina Oliveira. Tive o prazer de receber essa maravilha de mulher (miniatura) na minha casa, assim como tive o prazer de cantarolar ao lado dela e sou só elogios. Um talento gigantesco. Isso dito, precisamos falar dessa música. Sério! P.r.e.c.i.s.a.m.o.s. Elas fazem uma clara referência à "Geni e o Zepelim" e à violência doméstica, à comercialização e visão da mulher como objeto. Sem mais, ouçam. 



 LINIKER - ZERO
Conheci essa belezura no youtube, entre uma sugestão e outra, e me apaixonei de cara. Que voz. Que estilo. Que presença. Liniker é um dos favoritos da nova geração e tem feito um mega sucesso, enquanto quebra milhares de preconceitos e barreiras. Vale os minutinhos pra ouvir. 




 LUSO BAIÃO - SURPRESA BOA
Surpresa boa foi ter recebido essa indicação da linda Marina Couto. Minha nossinhora dos forrozeiros, que delícia de som. É daquelas que a gente coloca no último volume e sai dançando pela casa de calcinha... Não, pera. Essa sou eu. (kkk) Mas essa música é mega contagiante e dá sim vontade de dançar até cansar. Perdi as contas de quantas vezes apertei o repeat.




 ED SHEERAN - ONE
Deixando as nacionais de lado um pouquinho, hoje trago o queridinho Ed Sheeran e essa música que eu tanto amo. É daquelas que escuto pra acalmar, sabe? Quando quero criar também, daí deixo que ele faça surgir os sentimentos mais gostosos. Vale o play também. 



 MAIARA E MARAISA - DEZ POR CENTO 
Sofrência tinha que aparecer, né? Pois é, eu disse que estava viciada nessas duas. E estou mesmo. Como sempre, me reúno com a família nos aniversários e viviam me pedindo pra aprender essa música. Agora que aprendi não esqueço mais (e não tivemos mais nenhuma festa de família pra eu cantarolar, droga). Então o jeito é ficar namorando a Marai... Não... a música pelo youtube.




Bom pessoal, por hoje é só!

Gostou da ideia? Então comenta aqui embaixo o que achou e, se quiser, manda a sua lista das 5 mais ouvidas da semana. 


♥ ♥ 


JOGO DA VERDADE - MAFÊ PROBST

mafe-probst



Antes de começar a falar da minha gêmea loira, quero explicar o que é que está acontecendo aqui.

Toda quarta-feira, religiosamente, vou convidar um escritor que admiro pra bater um papo respondendo algumas perguntas simples. A ideia é que vocês que me leem também possam conhecer as mentes brilhantes e lindas que eu admiro. Clichê? Com certeza, mas eu sou grata por conhecer tanta gente bacana e não poderia guardar isso só pra mim, né?

Para a nossa primeira semana eu não poderia escolher alguém além da Mafê, a quem devo este blog lindo e muitas outras ideias que construímos juntas. A conheci por indicação de uma leitora e – confesso – de cara não nos demos muito bem. Mas a vida tem um jeitinho engraçado de nos mostrar abrigo onde enxergamos confusão. Aos poucos fomos nos conhecendo melhor e hoje a chamo de amiga, com orgulho.

Além de parceira de Superela, O Amor É Brega e Existe Amor Por Todo Canto (que ela ajudou a fundar), Mafê é parceira pra vida toda e desejo, apenas, que nossos encontros sejam infinitos e os nossos abraços também. Vem conhecer e se apaixonar também?


♥ QUANDO COMEÇOU A ESCREVER E POR QUÊ?
Eu sempre gostei de escrever, desde pequena. Curtia demais fazer redação na escola. Mas comecei a escrever “publicamente” no final de dois mil e seis, quando um primo me convidou para entrar no mundo blogueiro e expor para todos aquilo que eu rascunhava em diários velhos e multicoloridos. Comecei tímida, mas peguei gosto e não larguei mais.


♥ QUAL TIPO DE TEXTO PREFERE ESCREVER E QUAL GOSTA DE LER?
Não tenho uma preferência para escrever... eu gosto de por para fora aquilo que tá acumulado do lado de dentro. Talvez a preferência seja por aquele texto que simplesmente sai, sem ter que pensar muito. Esses são os melhores. E gosto de ler de tudo um pouco, sobretudo sobre o amor, relacionamentos e diálogos – eu amo ler diálogos.


QUAIS OS AUTORES QUE MAIS LÊ E ADMIRA?
Essa pergunta é um pouco pegadinha, porque eu poderia começar a listar um monte de gente que eu admiro pra caramba e esquecer de outro tanto. Eu admiro demais os novos escritores. É preciso muita coragem para tentar se lançar em livro. Para não me prolongar demais, eu vou citar a Nanda Mello, um serumaninho lindo e loiro que tive o prazer de conhecer. Além de escrever divinamente bem, ela tem uma alma incrível! Abrangendo a pergunta, eu cito Marcus Zusak, autor de A menina que roubava livros e Eu sou o mensageiro, meus dois livros favoritos da vida.


♥ QUAL A SUA MAIOR FONTES DE INSPIRAÇÃO? HISTÓRIAS VIVIDAS OU APENAS FANTASIAS? MÚSICAS? 
Eu amo um clichê, então me soa favorável responder que tudo me inspira. Eu tive a oportunidade de fazer um curso de escrita com a Priscila Nicolielo e ela frisou tanto isso, que acabou por se tornar verdade para mim. Um bom escritor é um bom observador, e a gente tem muito a somar ao observar as nuances da rotina. Mas confesso (e espero que não espalhem), que em quase todos os textos tem muito de mim. São fantasias baseadas em sentimentos reais.


O QUE SINGIFICOU PARA VOCÊ PUBLICAR O LIVRO "SAUDADE EM PRETO E BRANCO"?
Foi uma libertação, no fim. Quando resolvi publicar o Saudade, selecionei os textos porque eles tinham uma aceitação incrível no blog e achei que seria lindo poder espalhar a história do Dan por aí. Foi mais que incrível! Eu vi tanto de mim nas pessoas e pude descobrir que a saudade é um sentimento universal; acho que consegui – sem querer, porque nunca foi o plano – fazer com que as pessoas olhassem para sua saudade doendo um pouco menos. Existe uma linha tênue que separa a dor dilacerada de um dorzinha bonita. Eu torço para que todos fiquem só com aquela dorzinha bonita. E sobre libertação... Depois que fiz da minha saudade a saudade de todos, calou aqui do lado de dentro. Passei a escrever muito menos para o Dan. Escrevi sobre esse ponto final aqui meses depois. E depois de três anos, tive só mais três textos. Acho que, enfim, descansamos em paz.



♥ Uma música: O anjo mais velho – O Teatro Mágico


♥ Um defeito: curiosidade excessiva (a culpa é do zodíaco, certeza)

♥ Uma qualidade: reza a lenda que sou prestativa

♥ Uma saudade: chocolate da turma da Mônica

♥ Um sonho: ser inteira.




BLOG |  FANPAGE  |  INSTAGRAM  |  PINTEREST  |  TWITTER

♥ ♥ 

Playlist: AS MAIS OUVIDAS DA SEMANA #3

playlist-as-mais-ouvidas


Voltamos com mais uma quinta falando de música por aqui. A partir de hoje eu prometo que toda quinta vocês só verão músicas e cantores por aqui — sério, me cobrem porque eu tenho mania de começar e acabar deixando pra lá. (e eu detesto isso)

Espero que tenham gostado da última playlist e se você perdeu, é só clicar aqui e dar uma olhadinha nas músicas indicadas.

 MUMFORD & SONS - BELIEVE
Não sei explicar ao certo o motivo, mas essa música me causa uma leveza e uma vontade de ser mais. Aprendi a gostar de Mumford & Sons com a esposa, aí me apaixonei. Quando eles gritam "Say something! Say something! Somethings like you love me."(Diga alguma coisa! Diga alguma coisa! Algo como "eu te amo") eu me arrepio inteira. Conheço bem a sensação de implorar uma resposta que não chega e talvez seja por isso que me identifico tanto com ela. Não consigo parar de ouvir.



 NICK MULVEY - FEVER TO THE FORM
Desta vez não tem muito a ver com a letra, mas a forma como ele canta e a melodia da música. Não sei se é só comigo, mas de tempos em tempos eu tenho uma música predileta pra me ajudar a criar. Sempre que quero escrever um texto e me sinto travada, eu corro para uma música específica e aperto o repeat. Ela vai rodar 300 vezes, se for necessário, mas é o que me ajuda a finalizar o que comecei. Atualmente, esta é a minha favorita para criar. Ainda que eu entenda a letra, eu me desligo dela e ouço apenas os tons e os contrastes. Confissão: ela fica melhor a partir dos 2 minutos. 



 MAIARA E MARAISA - MEDO BOBO
Aô mundão da sofrência. Giselle F não é só cult ou internacional. Sim, eu adoro uma sofrência e depois que descobri Maiara & Maraisa (se pronuncia Maraísa) meu mundo mudou. Ouvi essa música pela primeira vez aqui, no instagram da Ludmilla (ela faz um voz e violão maravilhoso) e me apaixonei. Fui procurar saber qual era a música original e encontrei essa dupla mara e, confesso, Maraisa entrou pra minha lista de crushs. Me julguem. Gostei tanto que fiz até um vídeo de cover aqui.



 THE COVER MATES - LINDA LOUCA E MIMADA
Essa música é da banda Oriente, mas eu a conheci com a galera do canal Cover Mates e fiquei encantada pela voz da Karen Kumagai. Já ouvi outros covers da mesma música, mas esse ainda dispara como o meu favorito.



 LITTLE BIG TOWN - GIRL CRUSH 
Vamos de country? Eu sou maluca, apaixonada, vidrada nessa música desde que a conheci, não lembro quando. A letra é linda, a banda é mara e a música é indescritível. Mais uma que gostei tanto que fiz um cover lá no insta. Vivo cantarolando e não me canso.




Bom pessoal, por hoje é só!

Gostou da ideia? Então comenta aqui embaixo o que achou e, se quiser, manda a sua lista das 5 mais ouvidas da semana. 


♥ ♥